Novas parcerias

A Associação humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fanhões informa que celebrou os seguintes protocolos, oferecendo aos sócios diversos benefícios:

Prometemos dentro de pouco tempo apresentar mais um protocolo bastante interessante para os sócios.

Ser sócios da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fanhões, trás-lhe vantagens, não perca tempo, faça-se sócio e usufrua de todos os benefícios que temos para si.

ID_Olhar_de

1 – DESCONTOS EM PRODUTOS:
Aros e lentes – 20%
Óculos de Sol – 15%
Lentes de contacto – 15%
Outros produtos – 10%
Estes descontos não são acumuláveis com outros descontos ou campanhas a decorrer.
2 – EXECUÇÃO GRATUITA DOS SEGUINTES SERVIÇOS:
Exames de Optometria
Exames de Contactologia
Limpeza e Esterilização de lentes de contacto
Realização de rastreio a todos os colaboradores, em data a acordar
Entrega de produtos nas instalações do 2º Outorgante, sempre que solicitado
3 – LOJAS ABRANGIDAS POR ESTE PROTOCOLO:

OLHAR DE PRATA
Av. Fontes Pereira de Melo, 21 – R/C, Lisboa
Tel. 213 513 230

OLHAR DE PRATA COLOMBO
Centro Comercial Colombo
Piso 0 Lojas 0.122/3
Lisboa

OLHAR DE PRATA AMOREIRAS
Amoreiras Shopping Center
Piso 1 Loja 1110
Lisboa

———————————————————————————————————————————————————–

logo NOL Desenhado sem guias

1 – DESCONTOS EM PRODUTOS:
Aros e lentes – 20%
Óculos de Sol – 15%
Lentes de contacto – 15%
Outros produtos – 10%
Estes descontos não são acumuláveis com outros descontos ou campanhas a decorrer.
2 – EXECUÇÃO GRATUITA DOS SEGUINTES SERVIÇOS:
Exames de Optometria
Exames de Contactologia
Limpeza e Esterilização de lentes de contacto
Realização de rastreio a todos os colaboradores, em data a acordar
Entrega de produtos nas instalações do 2º Outorgante, sempre que solicitado
3 – LOJAS ABRANGIDAS POR ESTE PROTOCOLO:
NOVO OCULISTA – LOURES (2 LOJAS)
Rua da República, 67 e 90 A, 2670 LOURES
TEL. 21 984 41 14

NOVO OCULISTA – LOURESHOPPING LOJA 1011 (junto à Restauração – Piso 1)
Av. Das Descobertas, 90, Quinta do Infantado, 2670-457 LOURES
TEL. 21 983 88 40

NOVO OCULISTA – VILA FRANCA DE XIRA
Rua Almirante Cândido dos Reis, 68 a 74, 2600 Vila Franca de Xira
TEL. 263 285 070

 

Todos os protocolos encontram-se na secção de protocolos. Acesso

A.H.B.V.Fanhoes / Clube Terra a Terra

terraA Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fanhões celebrou protocolo de mutuo acordo com a associação sem fins lucrativos Clube Terra a Terra, associação esta que conta com mais de 3.000 associados também sediada na mesma freguesia. Pretende-se com este protocolo conciliar esforços na fomentação do associativismo e protocolos na Freguesia, definindo desta forma estratégias de desenvolvimento conjuntas em casos pontuais e que venha de encontro os interesses da A. H. B. V. Fanhões e seus associados.

Este protocolo reforça os laços de colaboração entre as associações, num associativismo saudável de colaboração.

Formação em Fanhões

Aviso à População

Alerta

N.º 13/2016 
DATA 13/04/2016 
HORA 15h00 

 

 

AVISO À POPULAÇÃO
PRECIPITAÇÃO E VENTO FORTE 

 

1. SITUAÇÃO 

Situação Meteorológica: 

No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), realizado hoje no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), e de acordo com a informação meteorológica disponibilizada pelo IPMA, salienta-se para os próximos dias um agravamento das condições meteorológicas até ao final de sexta-feira (15abr), com especial impacto nas regiões a norte do alinhamento Montejunto-Estrela, com a probabilidade de ocorrência de:

– Precipitação persistente, pontualmente forte, até 40mm/6h, prevendo-se acumulados durante este período (72h) na ordem dos 120mm na região norte e até 150mm na região centro.

– Vento a soprar de sudoeste, forte (até 45 km/h) no litoral oeste e terras altas, com rajadas a atingirem 80 km/ e 95 km/h, respetivamente.

 Informação hidrológica relevante: 

– Níveis de escoamento elevados e possibilidade de subida dos níveis hidrológicos nas bacias do Minho, Lima, Cávado, Douro, Vouga, Mondego e Tejo.

– Possibilidade de ocorrência de inundações em meios urbanos historicamente mais vulneráveis.

 

 
 2. EFEITOS EXPECTÁVEIS 

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:

– Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água;

– Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;

– Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;

– Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;

– Danos em estruturas montadas ou suspensas;

– Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;

– Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;

– Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.

 

 

3. MEDIDAS PREVENTIVAS 

A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

– Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

– Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;

– Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

– Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

– Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atenta para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte;

– Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;

– Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

– Seguir escrupulosamente as indicações transmitidas pelas autoridades policiais no que concerne ao respeito pelos cortes de estrada, percursos alternativos, sinalização e outras informações;

– Evitar comportamentos de risco que poderão originar acidentes não previstos.

Neve e Vento Forte

Alerta

N.º 12/2016
DATA 11/04/2016
HORA 13h00

NEVE E VENTO FORTE

 

1. SITUAÇÃO
Situação Meteorológica:
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), realizado hoje pelo Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), de acordo com a informação meteorológica disponibilizada pelo IPMA salienta-se, para os próximos dias, a probabilidade de ocorrência:

– Aguaceiros pontualmente fortes, podendo ser de granizo, acompanhados de trovoada, que afetarão sobretudo as regiões do Centro e Sul do país, durante o dia de hoje, e o Norte e Centro, durante o dia de amanhã;
– Vento a soprar forte no litoral e nas terras altas, com rajadas da ordem dos 70 e 90 Km/h, respetivamente. Não são de excluir eventuais fenómenos extremos de vento a acompanharem o agravamento da instabilidade durante o dia de amanhã;
– Queda de neve acima dos 1000/1400m nas regiões do Norte e Centro.
Para mais informações sobre a evolução da situação meteorológica acompanhe as previsões em: www.ipma.pt

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS
Face à situação acima descrita podem ocorrer os seguintes efeitos:
– Condicionamento e/ou encerramento de vias de circulação devido à queda de neve;
– Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e de gelo;
– Danos em estruturas montadas ou suspensas;
– Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
– Possíveis acidentes na orla costeira;

3. MEDIDAS PREVENTIVAS
A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

– Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e de gelo nas vias rodoviárias;

– Transportar e colocar correntes de neve nas viaturas sempre que se circular em áreas atingidas pela queda de neve;
– Garantir uma adequada fixação de estruturas que possam estar soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
– Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, prestando atenção para a possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
– Circular com cuidado junto à orla costeira e não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva e desportos náuticos, além de evitar o estacionamento de veículos na orla marítima;
– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da proteção civil e forças de segurança;
– Seguir escrupulosamente todas as indicações dadas pelas autoridades policiais, nomeadamente no que concerne ao respeito pelos cortes de estrada, percursos alternativos, sinalização viária e outras informações;
– Evitar comportamentos de risco que possam originar acidentes.

08.05.2016 Passeio Todo-o-Tereno A.H.B.V. Fanhões

cartaz BVFanhoes TT

 

INSCRIÇÕES LIMITADAS

FICHA DO EVENTO
—————————————————
Designação: Passeio TT Bombeiros Voluntários de Fanhões
Data do Evento: 08.05.2015
Organização: Bombeiros Voluntários de Fanhões
Produção Técnica: Clube Terra a Terra
Local de Encontro: Quartel dos Bombeiros Voluntários de Fanhões
Morada: Rua Manuel D’almeida Rodrigues Manta
Coordenadas do Local de Encontro:
[b]Horário de Concentração: 8:30
Hora da(s) Partida(s): 9:00
Valor de Inscrição:
20,00€ / Pessoa
dos 8 aos 12 anos: 15.00€
Data Limite para Inscrição: 01.05.2016
Tipo de Evento: Turístico a Road-book e GPS
Duração do Percurso: 4h00m (previsto)
Quilómetros do Percurso: 60km (Previsto)
Tipo de Veículos: Veículos 4×4

DOWNLOAD FICHA DE INSCRIÇÃO

Incluído:
– Seguro
– Roadbook
– Almoço
– Apoio Técnico

 

Participe…

 

08-05-2016 – Rally Paper A.H.B.V. Fanhões

Rally Paper B.V. Fanhoes2016

INSCRIÇÕES LIMITADAS

FICHA DO EVENTO
—————————————————
Designação: Rally Paper Bombeiros Voluntários de Fanhões
Data do Evento: 08.05.2015
Organização: Bombeiros Voluntários de Fanhões
Produção Técnica: Clube Terra a Terra
Local de Encontro: Quartel dos Bombeiros Voluntários de Fanhões
Morada: Rua Manuel D’almeida Rodrigues Manta
Coordenadas do Local de Encontro:
[b]Horário de Concentração: 9:00
Hora da(s) Partida(s): 9:30
Valor de Inscrição:
10,00€ / Pessoa
dos 8 aos 12 anos: 7.50€
Data Limite para Inscrição: 01.05.2016
Duração do Percurso: 4h00m (previsto)
Quilómetros do Percurso: 20km (Previsto)
Tipo de Veículos: Todo o tipo de veículos automoveis

DOWNLOAD FICHA DE INSCRIÇÃO
Incluído:
– Seguro
– Almoço

 

Venha Participar, Inscreva-se Já

Aviso à População Mau Tempo

Alerta

N.º 11/2016
DATA 08/04/2016
HORA 15h00

 

 

AVISO À POPULAÇÃO
AUTORIDADE NACIONAL DE PROTECÇÃO CIVIL
NEVE, VENTO FORTE E AGITAÇÃO MARÍTIMA

1 SITUAÇÃO
Situação Meteorológica: No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), realizado hoje no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e, de acordo com a informação meteorológica disponibilizada pelo IPMA, salienta-se para os próximos dias, a probabilidade de ocorrência de :
– Queda de neve acima de 800/1000 metros de altitude nas regiões norte e centro com maior incidência nas serras do Gerês, Montalegre, Montesinho, Montemuro, Marão e Estrela, durante a manhã e no final da tarde de domingo e novamente na segunda-feira.
– Vento forte de sudoeste com rajadas até 80 km/h no litoral oeste e até 110 km/h nas terras altas, nas regiões do norte e do centro, no domingo, diminuindo gradualmente a partir de segunda-feira.
– Agitação marítima com ondas de Oeste-Noroeste com 5,0 metros de altura significativa na costa ocidental das regiões do norte e centro a partir da manhã de domingo. Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt

2 EFEITOS EXPECTÁVEIS
Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:
– Condicionamento e/ou encerramento de vias de circulação devido à queda de neve;
– Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
– Danos em estruturas montadas ou suspensas;
– Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
– Possíveis acidentes na orla costeira;

3 MEDIDAS PREVENTIVAS
A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adopção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de auto protecção para estas situações, nomeadamente:

– Adoptar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias;

– Transporte e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve;

– Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

– Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte;

– Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e não praticar actividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Protecção Civil e Forças de Segurança;

– Seguir escrupulosamente as indicações transmitidas pelas autoridades policiais no que concerne ao respeito pelos cortes de estrada, percursos alternativos, sinalização e outras informações;

– Evitar comportamentos de risco que poderão originar acidentes não previstos.

29.03.2016 – Aviso à População

Alerta

N.º 10/2016
DATA 29/03/2016
HORA 14h00

 

 

NEVE E VENTO FORTE

1. SITUAÇÃO
Situação Meteorológica:
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), realizado hoje no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), e de acordo com a informação meteorológica disponibilizada pelo IPMA, salienta-se para os próximos dias a probabilidade de ocorrência de:
– Queda de neve (com acumulados no solo até 5 cm), a atingir repentinamente cotas de 400 a 600 m a partir das 12h00 na região do Minho e das 15h00 nas restantes regiões Norte e Centro.
– Vento a soprar forte de norte com rajadas da ordem dos 80 km/h no litoral Oeste e nas terras altas durante a tarde de amanhã.
Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS
Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:
– Condicionamento e/ou encerramento de vias de circulação devido à queda de neve;
– Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
– Danos em estruturas montadas ou suspensas;
– Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS
A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:
– Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias;
– Transporte e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve;
– Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
– Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte;
– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança;
– Seguir escrupulosamente as indicações transmitidas pelas autoridades policiais no que concerne ao respeito pelos cortes de estrada, percursos alternativos, sinalização e outras informações;
– Evitar comportamentos de risco que poderão originar acidentes não previstos.

IRS – Ajudar sem gastar nada!

Não paga nada por apoiar os bombeiros, e para nós uma boa ajuda.

 photo Consignaccedilatildeo IRS soacutecio1_zpsbxs2scwb.jpg

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com